PG tiger

Capa do Álbum: PG tiger
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
PG tiger
Ícone seta para a esquerdaVeja todas as Notícias.

Céline Dion completa 55 anos: Confira a homenagem especial da PG tiger

Descubra detalhes e curiosidades sobre a trajetória da artista canadense

Placeholder - loading - Aniversário de 55 anos de Céline Dion
Aniversário de 55 anos de Céline Dion

Publicada em  

Hoje é o dia de um dos maiores fenômenos da música Pop, Céline Marie Claudette Dion. A cantora e compositora canadense é celebrada pela sua carreira repleta de sucessos, que teve início na década de 1980. Ela foi a voz de uma série de canções mundialmente conhecidas incluindo a música principal do filme Titanic, “My Heart Will Go On”.

Céline Dion, a caçula da família, nasceu no subúrbio de Quebec, no Canadá, numa região em que o francês é a língua predominante. Desde nova, sabia que queria ser cantora. Sua primeira apresentação foi aos cinco anos, no casamento de seu irmão Michael. Ela e seus 13 irmãos tinham costume de fazer apresentações musicais no restaurante da família.

Aos 12 anos, Dion escreveu sua primeira música, “Ce n'était qu'un rêve” (Era só um sonho), com a ajuda de sua mãe e seu irmão Jacques. “Meu único sonho era ser famosa e cantar a vida toda e viajar pelo mundo me apresentando. E meu sonho se realizou”, afirmou a cantora em 1991.

Sua mãe, então, mandou a gravação da música para um produtor musical conhecido da região chamado René Angélil. Quando ele a ouviu, sentiu o potencial que tinha e a convidou para seu escritório.

Angélil conta que, quando recebeu a cantora com sua mãe, ela não trocou uma palavra com ele. Conversou com sua responsável e quando pediu para cantar, Céline pegou um lápis e começou a fingir que era um microfone. “O que eu escutei foi o suficiente para me fazer chorar. Escutei uma voz especial, como eu nunca tinha ouvido antes”, contou o produtor.

Acreditando tanto em sua voz e potencial, quando Angélil percebeu que não teria dinheiro para bancar o primeiro disco da menina, ele hipotecou sua própria casa e montou uma gravadora. Lançou o seu projeto de estreia, “La voix du bon Dieu” (A Voz do Bom Deus), em 1981. Sua primeira canção se tornou uma das faixas dentro dele.

Aos dezesseis anos, Dion cantou para 60 mil pessoas no Estádio Olímpico de Montreal, para homenagear a visita do Papa João Paulo II ao Canadá.

Em 1986, com dezoito anos, Dion viu, pela primeira, uma apresentação ao vivo de Michael Jackson. Depois daquele espetáculo, a cantora ficou tão impactada que disse a Angélil que queria ser uma estrela como o dono dos hits “Thriller” e “Bad”. Então, foi decidido que Dion seria afastada dos holofotes para se transformar de adolescente para mulher. Ficou 18 meses reclusa, estudando para aperfeiçoar seu inglês e outras línguas e fazendo aulas de dança.

Quando a artista tinha vinte e dois anos, já tinha lançado oito álbuns de estúdio. Contudo, seu nono disco, “Unison” (1990), foi o que marcou sua carreira para sempre. Foi produzido por grandes nomes da música: David Foster, que trabalhou com Whitney HoustoneNeil Young; e o Christopher Neil, que produziu discos do A-haeRod Stewart. O seu primeiro trabalho todo em inglês teve uma projeção internacional.

Repleto de baladas românticas misturadas com faixas mais animadas, seu sucesso foi tão grande que vendeu mais de três milhões de cópias pelo mundo. O hit “Where Does My Heart Beat Now”, que estava no projeto, alcançou o topo da Billboard Hot 100.

Depois de aparecer internacionalmente, Dion veio com uma das parcerias que a consagrou como o novo fenômeno: o dueto com Paebo Bryson do filme animado da Disney, Bela e a Fera (1991). A canção refletiu a forma com o caminho que ela se apresentaria no futuro: uma sonoridade com elementos clássicos e instrumentos leves, influenciados por baladas. O sucesso deu à cantora seu primeiro Grammy.

Depois disso, desenvolveu obras como o With The Colour of My Love (1993), que teve o grande single “The Power of Love” e depois o “D’eux” (1995), que se tornou um dos maiores álbuns na língua francesa vendidos mundialmente.

Em 1996, “Falling Into You”, foi o seu auge. O disco tinha faixas clássicas de sua trajetória como “Because You Loved Me” (1º lugar na Billboard), “It’s All Coming Back to me Now” e “All By Myself”. Foi o terceiro álbum mais vendido de toda a década de 1990 e também um dos mais vendidos na história da música. Naquele ano, ganhou dois Grammys, incluindo o prêmio do álbum do ano e entrou na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock & Roll Hall of Fame.

No ano seguinte, a cantora nem imaginava que seria convidada para fazer parte de um dos maiores filmes da história. Em 1997, James Cameron dirigiu Titanic e escolheu “My Heart Will Go On” como tema. Dion foi escalada para ser a intérprete da canção.

Contudo, ela não foi somente uma música de trilha qualquer, a música virou um fenômeno tão grande que se tornou um dos singles mais vendidos do mundo. Além disso, continua sendo o segundo maior single de uma artista feminina mais vendido na história. Venceu Oscar de Melhor Canção Original, um Golden Globe e dois Grammys.

Um fato curioso sobre Dion é que a primeira vez que ela ouviu a música, não gostou. Além disso, ficou preocupada em gravar uma trilha de novo e repensou se deveria prosseguir com o combinado.

Depois desse hit, foi lançado “Let’s Talk About Love” (1997), que conta com os duetos de Barbra Streisand,Bee Geese Luciano Pavarotti. Vários sucessos saíram desse disco, como “Immortality” e “The Reason”. Ele colheu frutos de uma venda de mais de 31 milhões de cópias e colecionar troféus de Grammys,AMA,World Music Awards, entre outros.

Depois de decidir dar uma pausa na carreira, a cantora voltou no começo do século 21, com os álbuns “A New Day Has Come” (2002) e “One Heart” (2003). Depois disso ainda lançou vários projetos novos, mantendo o estilo musical que construiu ao longo da carreira.

Considerada uma das vozes mais influentes que já passou pelo gênero Pop e na indústria fonográfica, a artista é reverenciada até hoje. Ela deixa a sua marca, principalmente, pelos seus feitos na década de 90. Com muita técnica e talento, Céline Dion é um dos grandes nomes história da música.

Veja também:

ADELE ANUNCIA HIATO NA CARREIRA

FUTURE NOSTALGIA: ÁLBUM DE DUA LIPA COMPLETA 3 ANOS DE LANÇAMENTO

Descontos especiais para distribuidores

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. celine dion completa 55 anos …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.

PG tiger Mapa do site